top of page

Como reduzir custos no condomínio em 10 passos?

Os 10 passos para reduzir gastos com condomínios são alternativas para síndicos e administradores obterem economia, por meio das soluções listadas, baseadas em tendências de tecnologia, sustentabilidade e autonomia em condomínios.

Para ter economia é necessário algum investimento inicial, os smart buildings – “edifícios inteligentes”, são autoridade em economia e sustentabilidade condominial, são um modelo a seguir. Nesse texto trazemos alternativas adaptadas e acessíveis.


Continue a leitura e veja os 10 passos para reduzir custos no condomínio.


1 – Individualização de água e gás

Existem condomínios que não contam com um sistema para medir o consumo por unidade. Com a implementação desse sistema é possível reduzir o consumo geral em até 30%.


2 – Reaproveitamento de água

Aproveitar a água que seria descartada de chuvas e minas d’água, gera muita economia. A captação dessas águas pode ajudar na lavagem e na manutenção das áreas comuns do condomínio.


3 – Troca de lâmpadas

A lâmpada de led é até 80% mais econômica que a incandescente e a halogênica. A redução na conta de luz pode chegar a até 40%.


4 – Otimização das portarias com a portaria eletrônica

A utilização de portaria eletrônica corresponde a uma automatização da portaria e redução em custos com mão de obra no condomínio.

A automatização permite que a portaria se torne altamente tecnológica e segura, gerando uma economia de até 40% nos custos.

Recomenda-se que a escolha da portaria eletrônica seja criteriosa em questão de segurança e qualidade, priorizando sempre esses fatores antes de ofertas de falsa economia.


5 – Implantação de controles automatizados de acesso

Os sistemas automatizados de acesso, além de garantirem economia, são muito práticos. Necessitam apenas cadastrar a digital dos moradores ou um tag, para permitir o acesso de maneira segura e com autonomia.


6 – Atentar-se às horas extras de funcionários

Cerca de 70% do valor da taxa condominial é destinado para cobrir a folha de pagamento dos funcionários. Deve-se ter atenção ao fato de os funcionários fazerem muitas horas extras. A solução de contratar folguistas, pode reduzir os gastos.


7 – Terceirização de mão de obra

A longo prazo a terceirização de serviços será um mecanismo de economia para o condomínio. Deve-se levar em conta essa opção tendo como critério a qualidade e idoneidade das empresas.


8 – Economia com piscinas

Os custos com piscinas envolvem manutenção e utilização de produtos, que no cálculo anual acabam gerando altos valores. Novas tecnologias tratam a água com sal, ozônio ou íons e reduzem os gastos com produtos químicos.


9 – Investimento em energia solar

Com prazo de retorno médio estimado em 7 anos, a colocação de placas de captação de energia solar pode gerar até 70% de economia com eletricidade.


10 – Agilizar cobranças de inadimplentes

O prazo para os inadimplentes quitarem as dívidas, de acordo com o Código de Processo Civil, foi reduzido. Se não respeitado pode gerar processos e até perda de bens, por isso é possível incentivar a quitação e reduzir os débitos de condôminos.



Gostou dessas dicas? Compartilhe com alguém que pode precisar dessas informações.


Ah, e não se esqueça de acompanhar os artigos do nosso Blog, pois toda semana temos conteúdos muito importantes por aqui!


Se você gostou da ideia de ter um sistema mais prático e seguro no seu condomínio, clique no botão abaixo e preencha o cadastro para participar do evento SÍNDICO EXPERIENCE, o maior evento on-line para síndicos de todo o Brasil.


É só clicar no botão abaixo, preencher o cadastro e aguardar. Você receberá o link para participar do evento em seu email.



62 visualizações0 comentário

Kommentare

Mit 0 von 5 Sternen bewertet.
Noch keine Ratings

Rating hinzufügen
bottom of page